Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Assistência Social
Modelo de São Joaquim é levado para seminário de serviços de acolhimento institucional e familiar do Estado

Publicado em 18/07/2022 às 20:35 - Atualizado em 18/07/2022 às 20:35

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina sediou na manhã desta segunda-feira (18), um Seminário Estadual sobre o Acolhimento de Crianças e Adolescentes em Instituições Públicas. O evento de capacitação foi promovido pelo Parlamento em parceria com entidades como o Ministério Público e a Federação Catarinense de Municípios - Fecam.
O Seminário contou com a presença de Janice Merigo, assessora em políticas públicas da Fecam, Jorge Koch, prefeito de Orleans e presidente da Fecam, Cléber Paes Alves, coordenador geral do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente João Luiz de Carvalho Botega, Promotor de Justiça Promotor de Justiça, Coordenador do Centro de Apoio da Infância e Juventude (CIJ) do MPSC e dentre outros convidados, mauro Ferrandin, Juiz corregedor do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.
Para falar sobre boas práticas de Acolhimento de Crianças e Adolescentes em Instituições Públicas, a psicóloga Nara Trancoso Gianello, coordenadora da unidade de acolhimento de São Joaquim apresentou o modelo de serviço. Ela falou da história do abrigo, desde que era casa lar. E destacou em sua fala como realizam um trabalho, que é considerado de “excelência” voltado hoje, para 14 abrigados.
A indicação de “case” de São Joaquim, foi do assistente social da Amures/Cisama, Lauro dos Santos, a pedido da Fecam. Durante o Seminário foram apresentadas outras experiências e um vídeo depoimentos de crianças que foram acolhidas nos abrigos. O propósito do Seminário foi debater e promover a troca de informações para avançar na implementação desse serviço, que é considerado essencial na comunidade.