Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Educação
São Joaquim é contemplada com Escola Cívico-Militar do Governo Federal

Publicado em 10/01/2022 às 19:16 - Atualizado em 10/01/2022 às 19:17

O Prefeito de São Joaquim Giovani Nunes e o Secretário da Educação Fabiano Padilha comemoraram o anúncio feito nesta última segunda (10), que Santa Catarina irá receber mais 08 Escolas Cívico-Militares (ECIM), do Governo Federal. Entres os municípios contemplados estão: Brusque, Porto União, Lages, Itapema, Maravilha, Balneário Camboriú, Rio do Sul e São Joaquim.

 

 

O Pedido foi feito pelo próprio Prefeito de São Joaquim e pelo Secretário da Educação em umas das últimas viagens para Brasília e foi atendido pelo Governo Federal através do Ministério da Educação. O Local destinado para receber a Escola Cívico Militar é Escola de Educação Básica Municipal Jurema Hugen Palma no Bairro Santa Paulina que possui uma situação de vulnerabilidade social e baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica IDEB.

 

 

As escolas cívico-militares são instituições não militarizadas, mas com uma equipe de militares da reserva no papel de tutores. A meta é aumentar a média do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Segundo o MEC, enquanto a média do Ideb em colégios militares é 6,99, nos civis é 4,94. A intenção, de acordo com o MEC, é tornar o Brasil referência em educação na América Latina até 2030.

 

 

As Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. A proposta do Governo Federal é implantar 216 Escolas Cívico-Militares em todo o país, até 2023, sendo 54 por ano, e desta vez São Joaquim está na lista.