---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Secretária de Assistência Social e Habitação explica a situação de Seu José Francisco

Publicado em 15/05/2019 às 11:11 - Atualizado em 15/05/2019 às 16:19

 

 

A Secretaria de Assistência Social de São Joaquim, Marilda dos Santos, juntamente com o responsavel pela Habitação do município, Henrique Dutra, realizaram uma visita im loco na residência do senhor José Francisco Vieira, morador do bairro Santa Paulina que reside em uma pequena casa sem agua, luz e saneamento básico.

Os trabalhos junto ao senhor José já são de tempos, sempre foi atendido pela assistência social de São Joaquim, com cestas básicas, atendimento junto ao CREAS e também na assistência social. Várias frentes de serviços são oferecidas pela assistência em questão da vulnerabilidade de pessoas carentes, das necessidades básicas dos cidadãos e precisam do serviço social.

Os agentes fazem visitas e monitoram a situação de cada caso, nunca deixando sem uma assistência. No caso do seu José Francisco Vieira, o problema é habitação, onde no município tem um déficit grande das necessidades básicas realmente são moradia. No caso especifico o problema é a documentação do terreno onde seu José Francisco vive, a legalidade do terreno, onde o município não pode fazer investimentos habitacionais em áreas que não estejam regulamentadas. “O seu Francisco tem contrato de compra e veda da área, porém não tem a escritura, o município trabalha com uma fiscalização a rigor, então não podemos ter nem um tipo de investimento público em áreas que não estejam regulamentadas” explica Marilda, secretária de assistência social.

No entanto, há mais de dois anos o seu José Francisco é acompanhado pela rede social assistencial do município, com a rede do cadastro único e programa bolsa família, pela assistência da habitação, onde já realizaram inúmeras visitas tentando viabilizar uma forma legal para resolver o problema.

Um projeto será enviado a Câmara de Vereadores de São Joaquim que chama REURB, que vai servir para regulamentar as áreas urbanas que precisam de documentação, sendo uma lei municipal onde será possível a administração entregar a escritura dessas áreas que já estão ocupadas. “Possivelmente a lei do REURB vai ajudar o seu Francisco e vamos poder solucionar o problema dele, já estamos finalizando o projeto e será entregue para votação o mais rápido possível” frisa Marilda.

O CREAS de São Joaquim presta um serviço com técnicos especializados nesses casos de vulnerabilidade. Após o início dos atendimentos, a equipe do CREAS fez os acompanhamentos com ele para realizar todos os procedimentos legais para receber Bolsa Família. Além das questões burocráticas, o CREAS fez um acompanhamento familiar, em busca de irmãos e familiares.

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar